De outros

O restaurante italiano Olio e Piu de Nova York lança cardápio para o dia todo


Alguns podem gostar de pizza no café da manhã, outros não, mas um restaurante napolitano em Greenwich Village agora nos oferece essa opção. Última quinta, Olio e Piu lançou oficialmente seu menu 24 horas, 7 dias por semana, adicionando novos pratos que vão desde presunto e figos a cavatelli de cogumelos e pizza Nutella.

Olio e Piu oferece duas vistas diferentes: uma cena da calçada da Greenwich Avenue e um cruzamento para jantares ao ar livre, e um vislumbre da cozinha e do forno de pizza de tijolos na barulhenta e escura sala de jantar e bar. De qualquer forma, houve uma enxurrada de atividades quando chegamos a convite do restaurante, com transeuntes e carros zumbindo do lado de fora, e música jazz, tagarelice alta e funcionários da cozinha ocupados do lado de dentro.

O jantar começou com alguns pratos simples, mas eficazes, que nos deixaram com vontade de comer mais. O chef Dominick Pepe e sua equipe combinaram o prosciutto di Parma com figos da missão e, em seguida, regaram-nos com óleo de tangerina e esmalte balsâmico. Eles continuaram com o elemento doce salgado, com “insalata di pera”, uma mistura de rúcula, gorgonzola, pêra escaldada e nozes cristalizadas. A leveza desses pratos, incluindo os tomates com burrata, nos preparou para pratos mais pesados.

Os pratos principais foram mais um sucesso ou um fracasso. A pizza Margherita da Olio e Piu seria uma refeição decente, mas deixou mais a desejar, dada a ampla seleção de pizzas disponíveis na cidade de Nova York. O nhoque com pesto de manjericão não se saiu bem, com seu interior amiláceo e quase seco. O tagliatelle à bolonhesa, por outro lado, tinha uma textura sedosa que nos convidava a saborear cada mordida. O branzino, que vem com vegetais, tinha um sabor fresco e inalterado sob a casca crocante.

A noite terminou com uma panna cotta de ricota de limão picante coberta com migalhas de cannoli e uma porção generosa de tiramisu, mas a sobremesa favorita foi pizza Nutella. A mistura quente de Nutella e amêndoa é ensanduichada entre duas camadas de "pizza" ligeiramente crocantes e, se houvesse outro nome para este prato, o chamaríamos de primo do crepe.

O Olio e Piu, com seu cardápio renovado durante todo o dia, pode ser uma boa opção para os cariocas que precisam de um lanche da meia-noite, ou no nosso caso, uma pizza Nutella.


Lista de Ingredientes

  • 1 libra de bucatini
  • 7 onças guanciale (papada de porco curada com sal)
  • 1 libra de cebola, fatiada
  • 1 quilo de tomates, descascados
  • Pecorino Romano, ralado
  • vinho branco seco
  • 1 dente de alho, descascado e esmagado
  • azeite de oliva extra virgem
  • sal
  • Pimenta
  • pimenta vermelha

Método

Scoprite con noi vem e prepara o mais clássico e buono dei piatti di bucatini all'amatriciana Eliminare la cotenna del guanciale | e tagliarlo prima a fette, poi a bastoncini. | Soffriggere i bastoncini in casseruola con l'olio e uno spicchio di aglio schiacto . | Quando l'aglio sarà imbiondito, eliminarlo e aggiungere peperoncino a piacere e la cipolla a fettine. Farla appassire, quindi sfumare con il vino bianco secco, alzando un po 'il fuoco per farlo evaporare. | Una volta evaporato il vino, unire i pomodori freschi, privati ​​della pelle e tagliati a spicchi. Coperchiare e cuocere por 50 'cerca (i tempi però variano secondo il grado di maturazione dei pomodori).

Lessare i bucatini, scolarli al dente, rimetterli nella casseruola calda e condirli subito con il sugo. Servirli imediatamente com il pecorino grattugiato e una macinata di pepe.


5 de dezembro de 2020

História: Punch Staff

Fotos: itálico

EM PARCERIA COM

Em Nova York, Miami e Las Vegas, os bares estão misturando inspiração local com tradição global. Aqui estão duas dúzias que colocam sua marca registrada no aperitivo.

Numa altura em que tomar uma bebida no seu bar preferido é tanto um dever cívico como um prazer, a noção de “beber local” adquire um novo significado. É por isso que, para a edição Glo-Cal de seu desafio de aperitivo, a Italicus está convidando os bartenders a “pensar globalmente com ingredientes locais” e os desafia a criar um coquetel aperitivo construído em torno de um ingrediente-chave emblemático de sua cidade ao lado da bergamota Rosolio licor que celebra as ervas e aromáticos italianos nativos.

Os coquetéis resultantes são cartas de amor aos ingredientes singulares e à cultura de bebidas da Itália e às regiões distintas de onde esses bartenders vêm. Abaixo, beba pelos centros de aperitivo de Nova York, Las Vegas e Miami, para experimentar por si mesmo a natureza transportadora do jeito italiano de beber.

Cidade de Nova York

BAR BÊTE
Ao entrar neste agitado restaurante Carroll Gardens, os hóspedes são recebidos por um menu franco-canadense com um toque japonês, uma trilha sonora ousada e um menu de bebidas curto, mas satisfatório. A lista de coquetéis apertada oferece três opções, incluindo o Citrus do Ace Hotel alum Steven Kincade, que combina mirtilos e bergamota em um highball pronto para o tempo frio. “Eu queria manter os sabores bonitos e brilhantes dos mirtilos até o inverno”, diz ele. "E não há maneira melhor de fazer isso do que fazer um arbusto."

CÃES DE DIAMANTE
“O nome‘ Diamond Dogs ’seria originalmente apenas um coquetel, mas eu queria tornar a vizinhança um pouco sexy”, diz o co-proprietário Nick Elezovic, sobre o nome de seu bar Astoria em homenagem ao álbum de David Bowie de 1974. Diamond Dogs é o tipo de lugar onde os moradores locais e não vêm para uma noite amigável. As referências musicais são profundas aqui, como com o Sonho de Amanhã, uma bebida inspirada no Black Sabbath que tem partes iguais de gim, Itálico, vermute vermelho e um conhaque de maçã encorpado de Nova York, todos unidos por bitters e um toque de solução salina. “Minha abordagem foi tentar 50/50 um Martini 50/50”, diz Elezovic. Dica profissional: eles não servem comida aqui, mas você é encorajado a trazer sua própria comida de qualquer uma das opções vencedoras nas proximidades.

FINBACK
Em seu “estúdio de bebidas” em Gowanus, a Finback Brewery se ramificou na produção de café e destilados, sob os rótulos Invisible Force e Halftone Spirits, respectivamente. Giuseppe Santochirico dirige o programa de coquetéis experimentais que utiliza os ingredientes da casa. “Assim como [com] as cervejas Finback, os gins Halftone também atuam na linha tênue entre inovação e tradição”, diz Santochirico, que traz uma abordagem semelhante para suas bebidas. The New Wave, o que ele chama de "G & ampT híbrido", é feito de um ponche de leite à base de gin clarificado e Itálico coberto com água tônica e uma névoa Earl Grey. O resultado final é claramente uma reminiscência do clássico, mas, felizmente, bebidas como algo inteiramente novo.

Coquetel: New Wave
Finback Brewery | @finbackbrewery
Giuseppe Santochirico | @gsantochirico

ZIMBRO
Para se salvar de pesquisar freneticamente no Google "bar de coquetéis próximo à Penn Station", marque Juniper, que é exatamente isso, com a vantagem adicional de ser um destino digno por si só. Escondido na 35th Street, o bar despretensioso abriga um menu no estilo gastropub que tem algo para todos. A lista de coquetéis também inclui surpresas agradáveis, como o Itali-Spritz, uma versão fácil de beber com suco de grapefruit, Italicus e gim da New York Distilling Company, servido de um barril comprado diretamente dos fabricantes de gim Williamsburg.

Coquetel: Itali-Spritz
Juniper | @junipernyc
Mike Pernicano e Korine Barlas | @korinebarlas

KIMIKA
A inauguração de um restaurante durante uma pandemia é digna de nota quando se torna um destino gastronômico muito procurado durante uma pandemia e merece uma ovação de pé. No Kimika, a queridinha Nolita das pessoas por trás do Wayla e do Bar Chuko, o elegante menu nipo-italiano é acompanhado por uma lista de bebidas igualmente complexas e satisfatórias que complementam a fusão de sabores servida à mesa. Experimente o Cider Spritz, que combina as notas aquecidas e cristalizadas do licor Dimmi com vinagre de cidra de maçã ácido e itálico floral, em uma homenagem ligeiramente subversiva à cidra de maçã espumante central para reuniões familiares.

OLIO E PIÙ
Um produto básico do Village, Olio e Più tem trazido a essência de Nápoles para a Greenwich Ave. por pouco mais de uma década. Não há necessidade de abrir novos caminhos aqui: basta combinar aquela pizza com um spritz, seja a versão clássica ou uma nova adição chamada Giardino, uma combinação floral de Cinzano e Itálico coberta, é claro, com prosecco.

TALK STORY
Este bar na cobertura de Williamsburg recebe o nome de um ditado coloquial havaiano que significa passar o tempo conversando com amigos. Traz uma vibração lânguida e tropical ao McCarren Park por meio de influências do sudeste da Ásia, América do Sul e Caribe. Bebidas como o Dragonfly (gim, aquavit e cítrico clarificado infundido com o sabor de libélula e pimenta-do-reino "pó") descem facilmente e incentivam uma tarde passada fazendo exatamente o que o nome do local manda.

ULIVO
A lista de bebidas do Flatiron’s Ulivo - um restaurante italiano com estrela Michelin e inclinado para a Sardenha natal do chef Emanuel Concas - torna suas prioridades conhecidas, destacando duas seções dedicadas a Negronis e Aperitivi. Ao assumir a liderança, encorajamos você a experimentar o Gin-Zilla pronto para aperitivo, uma mistura de laranja com gengibre e bergamota que foi inspirada no croissant de marmelada matinal do diretor de bebidas Antonello Iacca (embora seja mais adequado para horas pós-meridiana).

LAS VEGAS

RISTORANTE DE GAETANO
Embora o próprio Gaetano Palmeri não enfeite mais a sala de jantar desta joia off-strip, seu legado de hospitalidade calorosa e gostos exigentes continua vivo por meio de seu menu de clássicos do norte da Itália, enquanto seu filho, Nick, continua administrando as operações. O amor particular do mais jovem Palmeri por destilados e licores italianos perpassa a lista de coquetéis, que inclui ofertas como o Royal Spritz, uma bebida com base em itálico e conhaque que é uma elegante homenagem à herança italiana da família - que ainda parece Vegas.

LA STREGA
Em Summerlin, La Strega é um oásis de cozinha italiana familiar com toques criativos da chef Gina Marinelli. Você poderia pegar uma mesa para saborear sua pizza com caranguejo com especiarias za'atar ou sopa de abóbora rosa, mas recomendamos ir até o bar convidativo, vestido com uma paleta arejada de nus e verdes claros, para um coquetel Gloria, uma torta , spritz vegetal coberto com Berliner Weisse.

MONZÚ
Em Monzú, a pizza à moda romana é o que vale. Feito com massa fermentada, a entrada no coração de cada torta foi trazida da ilha Amalfi de Ischia, cujas águas há muito são conhecidas por conterem propriedades curativas. Com uma seção inteira dedicada ao spritz (a ser pedido em copo ou jarro), o menu de bebidas é igualmente restaurador. Outros coquetéis criativos inclinam-se para sabores e ingredientes da cozinha, como a mistura azeda de limão grelhado feito em casa encontrada no Grape Thymes, uma combinação de grappa, Itálico, uvas amassadas e tomilho, tudo alongado com refrigerante de limão.

NORTH ITALIA
No posto avançado de Las Vegas, no norte da Itália, o barman Janell Grady serve coquetéis inspirados tanto nos sabores italianos quanto naqueles que são distintamente de Las Vegas. “O alecrim selvagem cresce em todo o vale de Las Vegas”, diz Grady, inclusive em seu próprio jardim, que é onde ela e sua filha colhem as ervas que vão para o xarope de alecrim feito em casa na base da chuva roxa. O extrato de flor de ervilha borboleta, infundido no licor Italicus, dá à bebida seu tom apropriado.

OAK & amp IVY
Dentro de um contêiner de transporte reaproveitado no labirinto do Downtown Container Park se esconde um bar de coquetéis elegante cuja abordagem não estaria fora de lugar em Nova York ou Londres. Oak & amp Ivy se orgulha de seus coquetéis envelhecidos em barris, variações de Moscow Mule e drinks de uísque, mas não durma na seção do menu simplesmente rotulada de “criações”, como o Tropic Hustle, um shaken com tendência a tiki coquetel alimentado por Italicus, xerez amontillado e um oolong oleo saccharum.


OSTERIA FIORELLA
Marc Vetri chegou a Las Vegas no verão passado, trazendo os sabores italianos que se tornaram sua assinatura no Fiorella da Filadélfia para um pop-up no Red Rock Resort. A partir de setembro, o pop-up se transformou na residência permanente de Osteria Fiorella, um local mais amplo do que seu irmão South Philly em tamanho e escopo. A lista de coquetéis é impulsionada por licores amari e agridoce, como o Bergamotto Spritz - uma homenagem ao treinamento de Vetri em Bergamo e os sabores da bergamota encontrados na bebida espumante, projetada para ser apreciada no amplo pátio.


A OVELHA NEGRA
No sudoeste, este pequeno restaurante de uma equipe de ex-alunos da DB Brasserie está atraindo clientes de toda a cidade. Embora impulsionado pela culinária vietnamita-americana acessível e sofisticada de Jamie Tran (inspirada em parte pelas refeições em família que ela preparava no DBB), o programa de coquetéis do The Black Sheep não deve ser esquecido, com ofertas como o Desert Cooler - uma mistura efervescente de Itálico, tequila blanco e um suco de pepino-aloe que lembra o barman Jamie Clark das “vibrações legais” do deserto de Las Vegas.


O TIKI DOURADO

O Golden Tiki é uma versão do clássico bar tiki dos anos 70 - com esteróides. Este lugar oferece kitsch de alta voltagem em cada canto, fenda e montanha-russa, junto com um menu de bebidas dos suspeitos do costume, além de um punhado de originais. Experimente o Diana Ross, que vê Italicus batido com rhum agricole, limão e erva-cidreira oleo saccharum, e coberto com purpurina comestível de origem local.

Miami

CASA TUA
Em parte restaurante italiano, em parte clube de membros - há algo mais Miami do que gente como a Casa Tua? Uma refeição no oásis de jardim isolado é melhor combinada com um Italo Spritz, inspirado nos cítricos "peculiares" nativos das ilhas de Florida Keys - Key limes. “Quando se trata de Florida Keys, é impossível não pensar em Ernest Hemingway”, diz o barman Cristian Gomez. “Então, decidi misturar o notório Hemingway’s Daiquiri com Itálico e meus ingredientes locais.”

CHEF ADRIANNE'S
A chef Adrianne Calvo pode ter se mudado para o The Palms at Town and Country, mas, além do espaço maior e da adição de um bar de burrata (!), Muito parecerá familiar para seus fãs devotos. Isso inclui o menu de bebidas do Chef Executivo Corporativo e Diretor de Mixologia Eglis Siu, cuja experiência culinária se presta a coquetéis baseados em ingredientes que muitas vezes sugerem sua herança. No verão em Roma, ela combina as notas de ervas e aromas florais de Itálico com um elenco de apoio de gin e Bitter Bianco, enquanto uma guarnição de grãos de café cubano homenageia seu país natal.

MACCHIALINA
Na movimentada Macchialina, no lado oeste de South Beach, John Cooper dirige o programa de bares com curadoria. Meias garrafas de vinho pela metade do preço (servidas em garrafa) são um grande atrativo, assim como os coquetéis, cujos nomes e perfis lúdicos desmentem seu calibre. Por exemplo, o Soda di Agrumi: partes iguais de Italicus, gin Oxley e suco de toranja com ácido ajustado, coberto com refrigerante. “Itálico tem um aroma e sabor cítricos realmente magníficos, com um amargor sutil que o mantém”, diz Cooper. O resultado final é complexo, mas "muito bebível".

GENUÍNO DE MICHAEL
Neste pilar do Design District, um assento no pátio é o lugar para ver e ser visto. A observação de pessoas aqui é melhor acompanhada por A goiaba no dia 40, a peça do barman Jorge Hernandez sobre o francês 75. Suco de goiaba local, com suas “peculiares notas amargas e azedas”, é combinado com o nariz de bergamota de Itálico, enquanto um spray de água de rosas adiciona um “toque mais Miami” ao aperitivo francês clássico.

PORTOSOLE
Neste novo ponto de encontro de Coral Gables, o barman e nativo de Miami Alejandro Sanchez se inspirou na história do cultivo de mirtilo na Flórida para criar o Secret Garden, um refrescante coquetel à base de gin e Itálico com infusão de frutas vermelhas, camomila, ervas e essência de orquídea.

PEIXE VERMELHO
No Matheson Hammock Park, o histórico Redfish Grill foi reaberto pela chef Adrianne Calvo com um menu de clássicos da casa de peixe (pense: bolos de caranguejo, tártaro) ao lado de coquetéis criados com intenção pelos chefs. O resultado feliz são as bebidas baseadas em ingredientes, como o inebriante Sour Passion, criado pela própria Calvo e movido a polpa de maracujá, gim e licor Italicus.

ÁGUA DOCE
O bar de Boynton Beach é um jogador na cena de coquetéis de Miami desde 2011 e continua a fazer seu nome com bebidas fáceis, mas inesperadas, como o Summer Is a State of Mind, que mostra Itálico e vermute bianco batidos com água de coco e limão e coberto com prosecco. “Eu queria evocar a natureza alegre do uso de ingredientes com baixo ABV para manter o dia e a noite por mais tempo”, disse o fundador Sean Iglehart.

VISTA
Com suas batatas fritas de raclette para Instagram, decoração de estufa que cria vibrações e uma notável lista de coquetéis do Diretor de Bebidas Josue Villacis, não é de se admirar que este bar em Buena Vista atraia multidões infinitas. O melhor emparelhado com um cobiçado assento no telhado é o Paraíso, uma bebida à base de grappa com Itálico floral, licor de açaí rico e um xarope feito de gengibre local e mel, uma combinação inebriante que evoca o clima tropical de Miami.


Compartilhado Todas as opções de compartilhamento para: A influência complicada e problemática das avaliações de restaurantes do TripAdvisor

Olio e Piú se parece muito com um punhado de outros restaurantes italianos intermediários intercambiáveis ​​no West Village. Embora seja ostensivamente "inspirado na simplicidade da culinária napolitana", ele serve a mistura pan-regional usual de pizzas, massas, charcutaria e frutos do mar em uma sala de jantar de teto alto com mesas ao ar livre na Greenwich Avenue. Ela estreou em 2010 com críticas mistas, com uma abordagem particularmente mordaz do Infatuation chamando a pizza de “pesada, desleixada e pouco apetitosa”. Ainda assim, em uma noite de segunda-feira no início deste outono, o restaurante estava lotado. Apesar de sua reputação medíocre no mundo gastronômico de Nova York, o Olio e Piú estava ocupado em parte porque, na época, era classificado como o restaurante nº 1 na cidade de Nova York - no TripAdvisor.

Embora os nova-iorquinos sejam mais propensos a recorrer a sites de avaliações geradas por usuários, como o Foursquare, o Yelp ou o Google Maps para navegar no cenário de restaurantes em constante mudança da cidade, o TripAdvisor tem uma influência considerável entre os viajantes internacionais, especialmente aqueles vindos da União Europeia, que tem 53 por cento de todas as listagens. No ano passado, o site obteve mais de 490 milhões de visitantes únicos mensais em 49 mercados globais, e sua receita anual relatada de $ 1,62 bilhão supera os do Yelp e do Foursquare por uma margem de centenas de milhões. Embora a empresa não divulgue o número exato de visitantes por cidade, Nicki Hoffman, diretora associada de marketing do TripAdvisor Restaurants, afirma que, em média, 80% dos visitantes únicos de suas páginas em Nova York vêm de fora da cidade. Mais de 70 por cento do tráfego geral vem de fora dos Estados Unidos.

E ainda esta semana, o TripAdvisor anunciou uma parceria oficial com o Guia Michelin. Estrelas Michelin, Bib Gourmand e classificações de pratos logo aparecerão nas páginas de restaurantes do TripAdvisor em todo o mundo. Como parte da parceria, o TripAdvisor adquiriu uma plataforma de reservas online chamada Bookatable - e, combinada com seu próprio sistema de reservas, TheFork, tornou-se a “maior plataforma de reservas online de restaurantes” em 22 mercados.

Em outras palavras, para restaurantes que esperam obter uma fatia dos US $ 44 bilhões que os 65 milhões de turistas anuais de Nova York gastam, o TripAdvisor é uma das maneiras mais eficazes de fazer isso. Aqueles que capitalizam em seu serviço podem ganhar muito, então alguns restaurantes estão indo para grandes - e talvez questionáveis ​​- distâncias para vencer o jogo.

Em Nova York, possivelmente ninguém está ganhando mais com o TripAdvisor do que o Group, um conglomerado de restaurantes local que atende cerca de 10.000 clientes por mês. Atualmente, quatro das 10 primeiras vagas no ranking de restaurantes do TripAdvisor em Nova York são de propriedade da empresa: Olio e Piú Boucherie West Village, uma brasserie francesa com 320 lugares aberta por um ex-chef Pastis e seus derivados, Boucherie Union Square e Petite Boucherie. Nenhum desses restaurantes está na lista de favoritos de qualquer crítica, mas todos eles dominam consistentemente os escalões superiores das classificações do TripAdvisor.

O Grupo está ciente do impacto do TripAdvisor em seus restaurantes. Como muitos dos melhores restaurantes da cidade, a empresa aceita reservas por meio da plataforma OpenTable do TripAdvisor, o que permite coletar dados sobre quantos clientes vêm pelo site. De acordo com um e-mail fornecido por Yousuf Hasan, CEO do Grupo, mais de 50% dos clientes de alguns de seus restaurantes são visitantes de Nova York. Por isso, o TripAdvisor “é o único site de avaliações que eles conhecem”, diz Hasan.

Os comensais do Olio e Piú, que tem mais de 2.400 avaliações, certamente pareciam estar cientes do status do restaurante no TripAdvisor. Muitos pediram um servidor específico, cujo nome aparece em centenas de avaliações cinco estrelas no site. Na noite em que a visitei, uma gerente informou à minha mesa que o garçom não estava lá naquela noite, embora tenha dito que as pessoas devem amá-la, dado o número de pedidos que ela recebeu.

Outros restaurantes de alta classificação também notaram um impulso no TripAdvisor. Michael's of Brooklyn - um respeitado restaurante de molho vermelho de terceira geração que está aberto desde 1964 e é atualmente o melhor restaurante em seu bairro no TripAdvisor - recebe muitos clientes de fora da cidade, apesar de estar em Marine Park, um bairro decididamente fora do trilha turística batida. “Eles dirão:‘ Você é o nº 1 do TripAdvisor, vamos ver o que você pode fazer ’”, diz Fred Cacace, proprietário do restaurante. “É como dirigir uma Ferrari.”

Philip Guardione - chef-proprietário do Piccola Cucina, um grupo de restaurantes sicilianos com duas filiais no top 10 do TripAdvisor em Nova York - estima que cerca de 25% de seus negócios vêm do OpenTable. Ele diz que os servidores de todos os seus restaurantes são instruídos a pedir avaliações aos clientes e que ele mudou seu menu no passado com base nos comentários do TripAdvisor. O Club A Steakhouse em Midtown, um restaurante que raramente aparece nas conversas do mundo alimentar sobre filés, tem mais de 3.800 avaliações e ocupa regularmente o primeiro lugar no TripAdvisor. O proprietário Bruno Selimaj, que respondeu pessoalmente a centenas de comentários, classificou o TripAdvisor como “muito importante” para o seu negócio.

“Vimos por experiência ao longo dos anos que os proprietários de restaurantes que respondem às avaliações e permanecem engajados realmente chegam ao topo”, diz Kevin Carter, diretor associado de comunicações do TripAdvisor.

Tal como acontece com outros sites de avaliação gerados por usuários, o TripAdvisor trabalha com os restaurantes para permanecer no topo da lista. Quando qualquer coisa abaixo de uma pontuação média quase perfeita pode dissuadir os clientes, uma única avaliação negativa pode ser devastadora. O Grupo descobriu que uma única avaliação de uma estrela tem o mesmo peso que cinco avaliações de cinco estrelas, o que significa que direcionar as pessoas com probabilidade de reclamar é o meio mais eficaz de aumentar a média geral. Mesmo depois que os restaurantes chegam ao top 10, eles não param de trabalhar no TripAdvisor. Embora a plataforma não divulgue exatamente como o algoritmo funciona, um porta-voz confirmou que a duração, a quantidade e a atualidade das avaliações são os principais fatores que determinam como os restaurantes são classificados. É um sistema ilustrado pelo Club A Steakhouse: embora tenha desfrutado de semanas no primeiro lugar neste outono, no final de novembro, algumas avaliações negativas o arrastaram para o 69º lugar.

“Costumávamos sentar em nossas reuniões e reclamar das plataformas online”, diz Dominick Pepe, chef corporativo do Grupo. “Então, começamos sistematicamente a implementar procedimentos para avaliar nossa presença online.”

Boucherie é propriedade do Grupo, que possui vários restaurantes com altas classificações no TripAdvisor. Brent Herrig / Boucherie

Esses procedimentos incluem uma longa reunião semanal da equipe na qual eles analisam todas as revisões. O Grupo também incentiva os clientes a deixarem comentários, fazendo com que os servidores perguntem diretamente ou deixem um cartão com a marca na mesa com o cheque, e os membros da equipe entraram em contato com as pessoas que deixaram comentários negativos para tentar consertar. A empresa até demitiu funcionários por causa de muitas críticas online ruins. Após anos de ajustes finos, os métodos do Grupo são tão eficazes que, quando o Boucherie Union Square foi inaugurado em fevereiro de 2018, ele disparou no ranking do TripAdvisor quase imediatamente.

“Estar entre os 10 primeiros é um reflexo de nosso envolvimento no [TripAdvisor]. Colocamos no trabalho ”, diz Pepe. “Isso não aconteceu durante a noite.”

Mas se os turistas devem ou não prestar atenção às recomendações de restaurantes do TripAdvisor é uma questão complicada. O tráfico de seguidores falsos no Instagram, Youtube, Facebook e Twitter já é um negócio em expansão, com inúmeras empresas dedicadas a aumentar artificialmente os números para todos, de políticos a celebridades. Quando críticas fraudulentas na Sephora por uma marca popular de cosméticos causaram uma tempestade, o CEO da Fakespot, uma empresa dedicada a capturar críticas falsas, disse Com fio que a "praga" de análises de produtos falsas em sites como Amazon e Walmart "atingiu proporções epidêmicas".

Os fraudadores também parecem estar encontrando seu caminho para o TripAdvisor. No ano passado, uma extensa investigação pelo Vezes de Londres afirmou que um terço das avaliações do TripAdvisor são falsas. Uma análise de 2019 de quase 250.000 avaliações de hotéis nos principais destinos turísticos por um grupo de consumidores do Reino Unido descobriu que uma em cada sete avaliações continha “marcas flagrantes” de ser falsa. Em 2017, o vice-jornalista Oobah Butler, que anteriormente havia sido pago para escrever avaliações falsas no TripAdvisor, usou um telefone queimador, alguns jantares congelados na TV e uma avalanche de avaliações falsas para transformar seu galpão no restaurante mais bem avaliado em Londres.

“Embora tenha havido alguns relatos da mídia questionando nossas capacidades, estamos realmente em uma posição de liderança em termos de encorajar mais transparência dentro da indústria sobre algumas das coisas que as empresas estão fazendo para combater a fraude em avaliações”, disse Carter do TripAdvisor em resposta. Em sua batalha contínua, o TripAdvisor fez de tudo, desde rebaixar restaurantes até iniciar uma investigação que resultou na condenação de um fraudador de avaliações italianas à prisão por nove meses.

O TripAdvisor tem incentivos especialmente poderosos agora para provar que pode combater efetivamente as avaliações falsas. Em resposta ao encolhimento da receita de anúncios de hotel, a empresa começou a girar parcialmente para a criação de conteúdo e ofertas de mídia sob medida. O argumento do TripAdvisor para os anunciantes em potencial é que ele já tem um público global altamente engajado e que é um espaço digital mais seguro e confiável do que o Facebook. Nos últimos dois anos, ela contratou Lindsay Nelson, uma ex-executiva de mídia da Vox, e Christine Maguire, anteriormente da Condé Nast. Em 2019, a empresa lançou seu primeiro Relatório de Transparência de Revisões, no qual afirma que 73% das revisões fraudulentas são detectadas antes mesmo de chegarem ao site.

Ainda assim, há sinais de que as avaliações falsas podem ser um problema maior nas classificações de restaurantes de Nova York do que o TripAdvisor permite ou percebe. Após um exame mais detalhado da presença do Grupo no TripAdvisor, certas irregularidades tornam-se claras: Mais de 60 por cento das avaliações de cinco estrelas na página do Olio e Piú vêm de perfis de usuários que nunca avaliaram outro restaurante. Antes de 2017, esse número era de 5 por cento. Em comparação, em outro restaurante italiano do West Village, Via Carota, essa estatística é atualmente de 1 por cento.

Embora algumas dessas contas de revisão pontuais possam muito bem ser de clientes reais, muitas delas seguem um formato suspeitamente semelhante. Duas avaliações consecutivas, ambas intituladas “10/10 seria recomendável”, pertencem aos usuários chamados @olioepiulover e @ olioepiulover2. Para Boucherie Union Square e Boucherie West Village, ambos restaurantes de propriedade do Grupo, a taxa de avaliações de cinco estrelas de perfis de avaliação única é de 48 por cento e 56 por cento, respectivamente, enquanto Petite Boucherie, que tem um preço mais baixo e atende mais a o mercado local é de 30%.

No processo de análise de quase 3.500 avaliações cinco estrelas para os quatro restaurantes, Eater identificou mais de 100 contas suspeitas. Mais de 80 deles consistiam exclusivamente em avaliações cinco estrelas de restaurantes pertencentes ao Grupo. Os usuários @ Pioneer23261782059 e @ Dado1111 deixaram quatro comentários elogiosos cada um de Olio e Piú e um de Boucherie Union Square ao longo de menos de um ano, enquanto @ 822katerinad deixou quatro comentários elogiosos para Boucherie West Village, quatro para Olio e Piú, três para Boucherie Union Square e um para Petite Boucherie. Em alguns casos, textos de revisão idênticos ou quase idênticos, incluindo os nomes dos servidores, apareceram em vários restaurantes. Muitas das contas usaram as mesmas imagens de banco de imagens para fotos de perfil, e mais do que algumas pareciam ter a intenção de mencionar promoções especiais, como o desconto semanal da Olio e Piú em garrafas de vinho.


Reservas

The Clam está aberto para refeições ao ar livre com serviço completo * aquecido e coberto em nosso café e para refeições em área interna com capacidade limitada. Reservas são recomendadas.

Não comprometemos todas as nossas mesas com reservas. Sinta-se à vontade para nos visitar a qualquer hora.

Ligue para 212.242.7420 para obter assistência com reservas ou envie um e-mail para [email protected]

* Devido aos mandatos da cidade, os hóspedes são obrigados por lei a usar máscaras quando não estiverem sentados à mesa, inclusive na chegada ao restaurante. Nós nos reservamos o direito de recusar o serviço a qualquer hóspede que não cumpra esta lei.
A partir de 13 de novembro de 2020, a cidade exige que todos os hóspedes partam no máximo às 22h.


O restaurante italiano Olio e Piu de Nova York lança o cardápio para o dia todo - receitas

Marea significa maré em italiano e descreve com propriedade a mudança radical que o Chef Michael White apresenta com sua interpretação da culinária costeira do sul da Itália. De sua marca registrada de massas artesanais a seu crudo fresco e peixes inteiros, o Chef White e o proprietário Chris Cannon estão empenhados em reinventar.

# 2. Scalini Fedeli

Scalini Fedeli

O melhor restaurante italiano de New Jersey e # x27s encontrou um lar no centro de Manhattan. Scalini Fedeli oferece um italiano moderno e eclético com uma influência francesa distinta. O interior é elegante e dramático, com tetos abobadados, antiguidades da virada do século e obras de arte românticas evocadas.

# 3. Il Buco

Il Buco

Il Buco é sem dúvida um dos restaurantes mais charmosos de Nova York. Seu início como uma loja de antiguidades rústica ecoa em toda a decoração, com mesas country & quotPrimitive American & quot, velas e iluminação a querosene, lustres artesanais e móveis antigos. O Mediterrâneo .

# 4. Il Mulino & # x2014 Downtown

Il Mulino & # x2014 Downtown

Por mais de vinte anos, seu restaurante carro-chefe em Greenwich Village continua sendo o mais bem cotado em Nova York e o cenário gastronômico de elite do # x2019s. Com ênfase em preparações autênticas da região de Abruzzo, na Itália, o Il Mulino New York oferece pratos habilmente elaborados com serviço exemplar em nosso.

# 5. Babbo

Babbo

Mario Batali and Joe Bastianich, the owners of Babbo, offer this explanation of their labor of love: "We opened Babbo in the summer of 1998 in an effort to emulate the best of the great Italian tradition of hospitality and quality at the table and in the glass. The philosophy .

# 6. Felidia Ristorante

Felidia Ristorante

Felidia Matticchio Bastianich opened Felidia in 1981 after a decade of success operating two Italian restaurants in Queens. Elegantly appointed with mahogany paneling, textured golden yellow walls and rich wood floors, Felidia's charm is its warmth. ૾lidia's cuisine is predo.

# 7. Sotto Voce

Sotto Voce

A cramped, yet charming Italian restaurant in a neighborhood that wants for none, Sotto Voce stands out with quick service and perfectly-executed traditional cuisine.

# 8. Trattoria Dellɺrte

Trattoria Dellɺrte

Located steps from Carnegie Hall, Trattoria Dell𠆚rte features the largest antipasto bar in New York, a sprawling selection of seafood and vegetable specialties perfect for parties of all sizes. Designed after a Tuscan artist’s studio, the rooms include half-finished paintings, o.

#9. Rosemary's

Rosemary's

A trattoria is born into the empty husk of the former Village Paper that has remained consistently jammed with patrons since opening. The space is general overwhelmed by the frenetic atmosphere produced by so many people all talking and eating or drinking at once.

# 10. Frankies 457 Spuntino - Carroll Gardens

Frankies 457 Spuntino - Carroll Gardens

The two Frankies who run this casual family style restaurant — Frankie Castronovo and Frankie Falcinelli - are much loved in their Carroll Gardens neighborhood. As much for their lively personalities as for the simple and flavorful Italian dishes they serve nightly from the home .

#11. Il Gattopardo

Il Gattopardo

IL GATTOPARDO is committed to producing top quality gastronomy, to the use of fresh and well-researched ingredients, and to keeping the tradition of Italian culture vibrant and passionate. Named after the 1963 classic Italian film, “The Leopard”, starring Burt Lancaster and Claud.

#12. Marco Polo Ristorante

Marco Polo Ristorante

Established in 1983 Marco Polo is located in the heart of Carroll Gardens and is one of Brooklyn's most popular and acclaimed Italian eateries. Aneighborhood favorite, Marco Polo is famous for it's Daily Chef specials, and offers a variety of Northern and Southern Italian dishes.

#13. Convivium Osteria

Convivium Osteria

A truly rustic setting that may be so attractive for its quaintness alongside its Park Slope locale, Convivium Osteria serves up a Mediterranean menu of delectable Italian, Spanish, and Portuguese fare from seafood couscous to steak.

#14. Maialino

Maialino

Danny Meyer's Romanesque trattoria at the Gramercy Park Hotel has a decidedly casual feel, which isn't altogether surprising giving the proprietor's tenure as master of the Shake Shack. While certainly above and beyond that parkside treasure's price point, the decor alone is wort.

#15. Scarpetta

Scarpetta

An Italian expression that means “little shoe” -- or the shape bread takes when used to soak up a dish -- Scarpetta represents the pure pleasure of savoring a meal down to the very last taste. The restaurant’s seasonally-inspired Italian dishes offer farm-fresh ingredients and cl.

#16. Al Di La Trattoria

Al Di La Trattoria

Not that Park Slope is dying from a lack of Italian restaurants, but al di la offers a homey-ambiance that Sotte Voce lacks and a dessert menu that all the rest lack.

#17. Lɺrtusi

Lɺrtusi

A modern take on traditional Italian cuisine, combining comfort and creativity. A great wine program features mostly Italian selections, presented by region with a map of DOCs and DOCGs accompanied by traditional local dishes.

#18. Roberto's

Roberto's

Salerno native owner and chef Roberto Paciullo brings his home country's cuisine to the Bronx.

#19. Locanda Verde

Locanda Verde

Nestled into the stylish Greenwich Hotel, Locanda Verde is a casual, energetic and affordable neighborhood Italian taverna. Serving celebrated chef Andrew Carmellini’s soul-satisfying riffs on Italian cooking, it is airy, bustling, and easy-going: a comfortable, light-flooded pla.

#20. Porsena

Porsena

Pasta by Porchetta owner Sara Jenkins.

#21. Naples 45 Ristorante E Pizzeria

Naples 45 Ristorante E Pizzeria

Naples 45, a Patina property with an-Empire worthy dining room and terrace, is typical of the power-lunch and early-evening rendez-vous venues in the neighborhood. Buzzing with activity in the mornings and at lunch, the pace slows down for the evening as the last of the commuters.

#22. Trattoria L'incontro

Trattoria L'incontro

L'Incontro serves trattorian Italian cuisine that combines traditional classics with state-of-the-art fare, prepared with an emphasis on fresh, prime ingredients that retain the integrity of the recipes while flavoring each dish with nouveau flair.

# 23. Rubirosa

Rubirosa

One of the only remaining restaurants in Nolita that was there when the neighborhood was known as Little Italy, Rubirosa is Angelo (AJ) Pappalardo's family-run neighborhood Italian-American restaurant and pizzeria. The flagship pizza at Rubirosa is complimented with Chef Al DiMeg.


MAMO Restaurant’s New Executive Chef Debuts Stunning Menu

Enjoy the best any season has to offer with celebrity favorite MAMO Restaurant’s incredible menu curated by new Executive Chef Salvatore Marcello. Originally from Naples, Italy, Salvatore was born into a family of cooks and bakers, igniting his passion for food at an early age. Since leaving home at the age of 13 to attend the Scuola Alberghiera in Formia, Lazio, Salvatore has experienced an illustrious career in some of Europe’s foremost kitchens most recently as the Executive Chef at il Vero at the Grand Hotel Kempinski Geneva. Once Salvatore brought his culinary genius to NYC, people took notice and he began cooking private dinners and learning from New York’s best-known restauranteurs while looking for his perfect fit. It was upon meeting Mike Mammoliti and the MAMO team that he realized he had found his New York home, and a place to grow further and shine.

MAMO’s new menu features an array of delectable dishes prepared with only the freshest ingredients. Appetizers include the sumptuous Come a capri (heirloom tomatoes, burrata, basil), Melanzane alla parmigiana (eggplants alla parmigiana), Pesce crudo del giorno con agrumi e olive (sliced crudo fish of the day with citrus and olives), Insalata di polpo (octopus, cannellini beans, olives, tomatoes, lemon and pickled cherry peppers), Fiori di zucca ripireni e fritti (stuffed zucchini flowers with tomato and mustard sauce), Carpaccio di manzo, verdure, pesche e pecorino (sliced raw beef tenderloin, marinated vegetables, peaches and pecorino), and Insalata mista, asparagi, barbabietole con tartufo (mixed greens, asparagus, baby beets and truffles).

Entrees include Linguine alle verdure di stagione, pomodorini alla trapanese (linguine with seasonal vegetables and cherry tomatoes trapani style), capelli d’angelo, gamberi e pistacchi (angel hair pasta with shrimp and pistachios), rigatoni all’amatriciana (rigatoni with crispy bacon, tomato sauce, and pecorino), Tagliata di manzo, patate saltate e olio alle erbe (12oz New York Strip Steak with sautéed potatoes and herbs oil), Petto di pollo arrosto con verdure alla griglia (roasted chicken breast with grilled vegetables, balsamic and rosemary sauce), Risotto cacio, pepe e limone con olio e basilico (cheese and pepper risotto with lemon, olive oil, and basil), and Orata arrosto con caponata siciliana (roasted sea bass with Sicilian eggplant caponata), Scaloppine di vitello al limone con patate, asparagi e fiori de zucca (lemon veal scaloppini with potatoes, asparagus, and zucchini flower), Merluzzo al forno, insalata di pomodori e fagiolini alla puttanesca (baked puttanesca-style cod with heirloom tomatoes and french beans), and Salmone con zucchini, fregola sarda e limone (roasted salmon, zucchini, Sardinian fregola and lemon).

A $48 3-course prix fixe dinner menu is offered Sunday through Monday 5:30pm–11 pm.

For lunch or dinner, the restaurant offers its classic selection of pizzas including the always popular Margherita (tomato, cantal cheese, basil), the Milana (tomato, cantal cheese, cherry tomatoes, basil, burrata), Parma (tomato, cantal cheese, parma prosciutto), and the Focaccia al tartufo (parmesan, cantal cheese, fresh truffle).

Side dishes and lighter fare include the flavorful Caponata di melanzane siciliana (sicilian eggplant caponata), Patate al forno con rosmarino (roasted potatoes with rosemary), Verdure alla griglia con aceto balsamico (grilled vegetables with balsamic vinegar), Patatine fritte con tartufo e parmigiano (french fries with truffle and parmesan), and Fregola sarda con zucchine, pomodori (sardinian fregola with zucchini and cherry tomatoes) bring a sense of casual fun with high class flavors.

A $28 3-course prix fixe lunch menu is offered Monday through Friday 12:00pm–3:30pm.

Do not miss the opportunity to end the meal on a sweet note with the the decadent cheese cake or the velvety tiramisu. MAMO also offers a selection of homemade cakes, such as the Torta di Meringa e Vaniglia and Torta al Cioccolato.

MAMO continues to draw locals and visitors alike to New York’s bustling SoHo neighborhood. Run by Italian restauranteur Mike “Mamo” Mammoliti, it maintains the same authentic feel and dedication to Provençal flavors as its Antibes namesake MAMO Le Michelangelo. It continues to attract a wide array of celebrities, including Rihanna, Magic Johnson, Alexander Wang, Diane Kruger, Samuel L. Jackson, Beyonce and Jay Z.

To complement the flavorful dishes, MAMO also boasts an impressive cocktail menu, featuring specials such as the smooth whiskey-orange bitters cocktail Lo Spione, the enchantingly refreshing yet spicy Al Pachilli, or the one-of-a-kind Martini Al Tartufo (truffle martini). MAMO’s signature Negroni and Spritz remain favorites on the cocktail menu, as does the tart yet sweet homemade Limoncello. In addition to the cocktail program, MAMO also features an extensive wine program with over 150 carefully selected French and Italian wines curated to complement the cuisine.

MAMO offers diners traditional southern Italian/French cuisine in an intimate yet elegant setting. The bi-level restaurant includes a casual lounge on the ground floor and a formal dining room upstairs. Both spaces capture the Riviera’s “sense of home” with original family photos and oversized vintage movie posters. The decor also incorporates classic New York-inspired touches such as exposed brick walls. The intimate downstairs lounge is available for private bookings, and is the perfect space for a holiday gathering or celebration.

Consulte Mais informação

News and information presented in this release has not been corroborated by FSR, Food News Media, or Journalistic, Inc.


Di Fara has been serving up pizza since 1964 in a no-frills storefront in Brooklyn. Make the pilgrimage to this pizza institution, elbow up to the counter, and savor old world flavor in a mouthwatering pie made by Domenico Demarco. While these slices are a little pricey, as slices go (coming in at $5 per slice), we think the freshly snipped basil, sweet tomato sauce, and three kinds of cheese are worth every penny. There’s always a line, and local enthusiasm is well-warranted as each bite will prove that Demarco has pizza in his DNA.



Food Rundown

You’ll be happy with any of the salads to start here, but if you can’t make a decision, we suggest the arugula with grapefruit and mint.

The pasta is really good here - chewy and hot, just like in Italy. Except near the Hudson River. When in doubt, go for the very fresh pesto.

Same great spaghetti, in a sauce that will make you feel slightly worse about yourself afterwards. Order with confidence.

The pizzas here are essentially round flatbreads, and we like this one with arugula and prosciutto. Order one for the table.

That’s a fancy way of saying a grilled piece of whole fish. Those eyes are staring at you are saying, “Good choice of restaurant.”

That’s a fancy way of saying Cornish hen, which is a fancy way of saying chicken. Another strong order.


L.A. Parent Trap: Finding that Perfect Spot for When the Folks Come

19 quinta-feira Jun 2014

More than any other place in America, Los Angeles is a city of transplants. “Where’d you grow up?” is commonly used in replace of “hi”. It’s the City of Dreams and people come from all over the globe in attempt to achieve them. For better or worse, it’s what makes this town unique. But it also means a few other things. Culture shock, homesickness, and sooner or later, the arrival of your parents. Whether for a holiday, a graduation, or simply because they’re losing their minds in WhatTheHell, Indiana, they’re coming West and it’s your job to impress! Now, appeasing your parents is by no means an easy task. They’re most likely picky and probably come from a place where avocados are a delicacy that appear for only a few weeks a year at the grocery store. You want to give them something familiar but local, something impressive but not overpriced. This is your chance to show them how worldly you’ve become! So, here are some sure-fire places to come together as a family, have some fun and reassure them that LA isn’t nearly as horrifying as Entertainment Tonight makes it out to be.

31 Washington Boulevard, Marina Del Rey

When the term “crowd pleaser” comes to mind, think C & O’s. I don’t know many people, if any, who walk out of this place unsatisfied. Steps away from the beach, in the middle of an astonishingly festive block in Marina Del Rey, this local Italian joint hits on just about every level imaginable. With an outdoor space suited for a love scene in a Woody Allen movie and an absolutely delicious, communal menu perfect for large parties, mom and dad are immediately gonna feel right at home here. Heck, the wait staff comes around on-the-hour and sings “Amore” to the patrons. Mom is gonna love that and actually, secretly so will you. The food portions are frankly enormous, debunking any worries your parents might have about being left hungry in a city perpetually on The Master Cleanse. Plus Mom can feel like she made you some food by sending you home with leftovers. But enough is enough, let’s talk about the real draw here: THE GARLIC KNOTS. Any food that comes with a portion disclaimer FROM THEIR OWN WAIT STAFF must be special. Served hot and unlimitedly, taking a bite into one of these babies is like watching Friends for the first time. It’s that last piece to your personal puzzle. Skip the house wine and bring your own and your parents will be google searching long-term rentals by the end of the night. Uh oh.

Mom and Dad (or Dad and Dad! or Mom and Mom!) didn’t come all this way for just another dinner. It’s time all those years of nurturing and tuition checks are rewarded. If you’re looking for a swing-for-fences type experience, than Rustic Canyon is your answer. Arguably, there isn’t a hotter restaurant in town right now. But don’t fear for the glitz and glamour sceney types, Rustic Canyon is all class. A long-time Santa Monica staple, Rustic Canyon took itself to the next level when Jeremy Fox (the former Manresa chef) popped up and overhauled an already fantastic menu. A year later, the place literally has every single food critic in town fawning over its fresh California farm-to-table fare. And despite its high profile, it’s not as expensive as you might think. Sure, you might have to educate your parents on what “tapas” means and how to eat it, but once you do, they are going to be for one of the finest examples of what makes the food in this part of the country so special.

Your parents just want to have, just like you do. And at Bludso’s, on the south end of Hollywood, fun is very much encouraged. All while serving some of the best BBQ in town. The Compton original opened its sleek and modern second location at La Brea and Melrose just a little over a year ago and it’s already developed a cult following all to its own. Sure, the purists will tell you that the best version still resides in the original location, and perhaps that’s true, but I can’t think of many parents weekends that allocate time for a quick jaunt down to South Central, so put that on your to-do list for when they leave. Cause in the meantime, the La Brea location is still serving up the same incredible BBQ in a great, causal atmosphere. This is still Texas-style BBQ so that means the brisket is the headliner, but please God do not leave without getting the pork ribs. They recently rolled out the $3 Shiner Bock happy hour on top of an already great selection of beer and craft cocktails, so you aren’t gonna walk away thirsty either. This may not be the choice for everybody’s parents, but if you’re looking to show them a different, laid-back side of this city, all while eating an iconic LA original, Bludso’s is your spot.

We all know that your parents probably aren’t gonna leave town without wanting at least one Mexican meal, and Mercado should probably be it. While I’d be lying through my teeth if I said there weren’t other fantastic Mexican food options in this city as well, Mercado combines a beautiful, welcoming space with a modern Mexican menu that makes it distinctly unique to LA right now. Restaurateur Jesse Gomez and Chef Jose Acevedo opened their first Mercado location in

9071 Santa Monica Boulevard, West Hollywood

The sooner your parents understand that they have a zero percent chance of seeing a celebrity walking down Hollywood Blvd or while perched on top of a double decker tour bus headed to nowhere, the better. Any Angeleno will tell you the best way to spot a celebrity in this town is to get a reservation at a restaurant. Sure, many stick to the highly-exclusive dinner clubs up on the Sunset Strip (for obvious reasons) but in a town as fickle as LA, when a place has endured for as long as Dan Tana’s has, all bets are off for who you might see. But consider putting the celebrities aside for one second and head to Dan Tana’s for yourself. Celebrating its 50th anniversary this year, this restaurant is part of the very fabric that built this city. There’s nothing trendy about it, this is old-school Italian cooking serving the old-school Hollywood elite. While the rest of West Hollywood has grown up around it, Dan Tana’s remains a perfectly preserved time capsule, a piece of LA you can’t find much of anymore. Los Angeles isn’t exactly known for it’s museums, but head to Santa Monica and Doheny to not only eat great food but to catch a small glimpse of where this city came from. And that beats the wax museum any day.


Assista o vídeo: Esse é o Lugar MAIS PERIGOSO DO MUNDO (Janeiro 2022).